10 mitos perigosos

Você é o que você come. E seu gato também. Uma alimentação adequada leva a uma vida mais saudável e comportamento equilibrado, por isso é extremamente importante entender o que seu gato deveria estar comendo, quando e porquê.

“Gatos comem peixe”

Na verdade… 1/4 dos casos de alergia em gatos é de alergia a peixe. Animais aquáticos não fazem parte da alimentação natural deles, que seria composta principalmente por roedores, pássaros, insetos e pequenos répteis. O mito vem do fato de que peixes têm um cheiro forte que agrada a maioria dos gatos, muitos inclusive ficam viciados e deixam de comer outras coisas, o que leva a deficiências nutricionais. Atum chega a ser até perigoso pois pode causar envenenamento por mercúrio e, devido ao óleo da lata, deficiência de vitamina E.

“Gatos podem beber leite”

Na verdade… Gatos são intolerantes à lactose. Como todos os mamíferos, gatos só devem beber leite quando bebês – e só leite da mamãe gata ou fórmula em pó, nada de dar leite de outra espécie. Após o desmame, os adultos deixam de produzir lactase, enzima que digere a lactose, o que faz com que leite ou derivados cause diarreia e desconforto abdominal.

“Gatos comem passarinhos inteiros”

Na verdade… A maioria depena os pássaros antes. Penas não são uma boa fonte de nutrientes e é incômodo ingeri-las. Alguns gatos deixam também as asas e cauda, que são basicamente penas; o bico, que é duro e pode machucar; e a vesícula biliar, que tem gosto amargo. Isso, claro, se o gato decidir comer o pássaro em vez de dá-lo de presente a você (own).

“Gatos podem ficar com ração à vontade”

Na verdade… Gatos comem várias pequenas presas ao longo do dia, ou seja, fazem várias refeições menores em vez de uma grande refeição. Isso é muito diferente de comer o dia inteiro ou ter comida à vontade, o que pode levar à obesidade e problemas de saúde, já que o organismo deles não tem tempo de completar o ciclo natural entre as refeições. O ideal é dar pequenas refeições com seis horas de diferença entre elas (no máximo oito), e remover o que sobrar.

“Gatos não podem comer comida ‘de gente'”

Na verdade… Alguns alimentos que comemos podem sim fazer mal para os gatos (veja uma lista aqui), principalmente por terem sal, cebola e outros ingredientes que são tóxicos para eles. Mas existem muitos outros que não causam problemas e podem até trazer benefícios. Alguns gatos amam mirtilos, melão e abóbora, por exemplo. O maior perigo de dar comida “de gente” para os gatos é desequilibrar a alimentação deles, por isso consulte um veterinário antes de acrescentar qualquer novidade à dieta do peludo.

“Gatos só podem comer ração”

Na verdade…. É melhor comer só ração do que comer sobras da mesa das pessoas (pelos motivos do item acima), mas isso não quer dizer que ração seja a única, nem a melhor, opção que existe. Ração é um alimento desenvolvido para facilitar a vida das pessoas e oferecer uma dieta balanceada para os animais, mas é extremamente antinatural. Muitos veterinários recomendam intercalar ou substituir totalmente a ração por alimentos úmidos (sachês, patês e latinhas). Para quem tem pique, existe ainda a possibilidade de consultar um veterinário sobre alimentação natural, ou seja, preparar a comida do gato com ingredientes frescos igual você prepara a sua.

“Gatos sabem o que podem comer e o que faz mal”

Na verdade… Gatos selvagens ou ferais aprendem o que podem ou não comer, por experiência, observação e vivência. Gatos domésticos, nem tanto. Principalmente se ele ver você ou o cachorro comendo algo, seu gato pode querer experimentar e isso pode ser uma péssima ideia. Plantas novas na casa também podem atiçar a curiosidade do gato e causar intoxicação. Na dúvida, deixe ao alcance dele apenas o que for seguro ingerir (você pode consultar nossas Listas de Toxicidade para isso).

“Gatos só comem grama quando estão doentes”

De jeito nenhum! Gatos amam comer grama – e precisam dela! As graminhas são importantes para manter o sistema gastrointestinal saudável e ajudar na eliminação de bolas de pelo. O que acontece é que muitas vezes essa eliminação é por meio do vômito, mas isso não quer dizer que o gato está doente, pelo contrário, se ele não conseguisse eliminar a bola de pelos é que ele teria problemas!

“Gatos caçam porque estão com fome”

Na verdade… A caçada pouco tem a ver com fome. É uma questão de instinto e gatos bem alimentados vão caçar tanto quanto gatos ferais. Muitos gatos domésticos sequer comem a presa, eles caçam porque são caçadores, o corpo deles é adaptado à caça e eles se sentem bem capturando bichinhos. Por isso é muito importante brincar diariamente com gatos que vivem dentro de casa.

“Gatos torturam a presa antes de matar”

Na verdade… Ficar dando patadas na presa, soltar e pegar de volta não é parte da natureza dos gatos. Gatos ferais e selvagens raramente fazem isso, quando fazem normalmente é para ensinar os filhotes a caçar. Afinal, é muito mais eficiente matar a presa de uma vez do que dar tempo para ela fugir. O que leva os gatos domésticos a brincar com a presa antes de matar é justamente o instinto de caça descrito no item anterior: por viverem dentro de casa, eles têm menos chance de caçar e quando encontram uma presa ficam tão empolgados que querem prolongar a coisa ao máximo. Mais um motivo para brincar todo dia com seu peludo!

Fonte: Gatinho Branco

Curso Dog Walker
Curso Pet Sitter

© Cão Passeador. Todos os direitos reservados. | CNPJ 21.792.962/0001-09