Mercado Pet

 

Pesquisa do IBGE revela que no Brasil, o número de famílias que criam cachorros já é maior do que o de famílias que têm crianças.
O gasto médio anual com um animal de estimação no Brasil é de R$ 3404,00.

 

Os dados de crescimento do setor impressionam. Segundo cálculos da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) o mercado dos pets brasileiro é o terceiro maior do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos e Reino Unido e ganhando de países como França, Japão e até a China, que é o país que possui mais animais de estimação no mundo.


Só entre cachorros e gatos a população de animais domésticos no país já ultrapassa os 70 milhões. Diante de tantos bichinhos de estimação e de um cenário cada vez mais inovador, o mercado de pets no Brasil é o terceiro maior no ranking mundial. A crise econômica afetou diretamente o poder de compra do brasileiro, mas surpreendentemente, não abalou esse setor, que continua estável e crescente.

Todo esse progresso pode ser explicado pela mudança de comportamento dos donos em relação aos animais, que agora ficam muito mais dentro de casa, viram membros da família e recebem um tratamento mais humanizado, além de toda a diversificação e novidades que o ramo apresenta. Antes o mercado era reduzido somente ao pet shop com venda de produtos básicos, banho, tosa e clínicas de atendimento veterinário, atualmente a lista de serviços aumenta com frequência, vai desde a acupuntura, fisioterapia, passeios educativos, babá, adestramento e comportamento até as mais variadas opções de entretenimento.

© Cão Passeador. Todos os direitos reservados. | CNPJ 21.792.962/0001-09